INTERNAUTA NA TERCEIRA IDADE TEM MAIOR RENDA DO QUE A MÉDIA

Perfil traçado pelo Instituto QualiBest mostra que idosos possuem interesse por tecnologia e priorizam qualidade de vida. Homens acessam a rede mais que as mulheres


Os idosos que acessam a internet no Brasil têm renda média de R$ 2.998,00, valor superior à renda média do internauta em geral, de R$ 1.928,00. Entre os gêneros, os homens acima de 60 anos são mais ativos: 52% deles acessam a rede, enquanto no público feminino o índice é de 48%. Com os mais jovens o resultado é inverso, 55% das mulheres acessam a rede, contra 45% dos homens. Os dados são parte de um estudo realizado pelo Instituto QualiBest.

Em sua maioria pertencente à classe A (23%), a terceira idade também diz possuir produtos de valor e bens tecnológicos, como filmadora, computador, conversor digital, TV LCD, plasma ou tela plana, e ter interesse por novos equipamentos como notebooks e smartphones. Outro fator destacado pelo estudo é que 35% dos internautas idosos viajaram três ou mais vezes ao exterior nos últimos dois anos.

Apesar da renda e da qualidade de vida, a pesquisa mostra que 37% dos entrevistados ainda exercem atividades remuneradas. O motivo de trabalharem estaria atrelado a uma possível prudência financeira, somada à facilidade de crédito que possuem no mercado. Esta, inclusive, é uma das razões que faz com que internautas da terceira idade rejeitem o uso de cartões de crédito ou débito.   

Fonte: Mundo do Marketing 2012